Talvez você nunca tenha parado para pensar sobre o assunto, mas ainda hoje, milhares de pessoas são vítimas de trabalho escravo na indústria da moda mundial. Por isso, apoiamos e participamos do movimento global Fashion Revolution

Durante os dias 23 e 29 de abril, várias cidades do Brasil e do mundo debatem sobre os dilemas e desafios da cadeia produtiva da moda, de modo a torná-la mais ética, transparente e sustentável. 

Conhecer a origem das roupas, quem as fabrica e em quais condições são produzidas e distribuídas é, para o movimento, o primeiro passo para adoção do consumo consciente. Por isso, a pergunta simples e difundida pelo Fashion Revolution é “Quem fez minhas roupas?”

Para respondê-la e contribuir com uma revolução cada vez maior no mundo da moda, apresentamos oito colaboradores que fazem as roupas que você veste das marcas do Grupo Malwee e como funciona cada etapa do nosso processo produtivo que envolve mais de cinco mil pessoas desde a criação até a venda de cada peça nas lojas.

1. DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO (CRIAÇÃO)

Todo o processo de criação de uma peça de roupa inicia-se a partir de uma ideia. A equipe de estilistas das marcas e desenvolvedores de produtos é responsável por ficar de olho nas tendências, desenhar as peças e criar cada uma das coleções do ano. 

Rafaela Marquette, de 31 anos, mora em São Paulo e é responsável pelas coleções da marca Malwee. Formada em Moda, estudou na London College of Fashion e na Central Saint Martin onde aprendeu a refinar sua arte de encantar as pessoas por meio da moda. Sua maior satisfação é encontrar alguém vestindo suas criações. 

“Um dia encontrei uma moça no shopping com um vestido que criei. Na hora, senti um misto de alegria e orgulho pelo meu trabalho”.

2. MALHARIA

Ao mesmo tempo que as coleções são criadas pelas estilistas, inicia-se o processo de produção dos tecidos que serão utilizados na produção das peças. Este trabalho é desenvolvido pela Malharia. Cerca de 29 toneladas de malha são produzidas todos os dias para suprir a necessidade da cadeia produtiva do Grupo Malwee.  

Há 29 anos, Galdino, de 54 anos e origem russa, trabalha na malharia do Grupo Malwee. Segundo ele, a tarefa que desempenha requer muita atenção, planejamento e carinho pela profissão. Graças aos avanços tecnológicos que vivenciou, as máquinas se modernizaram e ele pode aprender a operar cada uma delas. Ele complementa: “Não me imagino longe daqui. Gosto muito do que faço!”.

3.TINGIMENTO

Após a fase da malharia, os tecidos são encaminhados para o setor de  tingimento, onde ganham diferentes cores. Na sequência, passam pelo acabamento, recebendo amaciante e passando pela secagem. Nesse estágio, a técnica que aplicamos economiza em até 98% o uso de água.  

Há menos de dois anos, a conquista do emprego na Malwee fez Mateus e toda a família deixarem o sítio onde moravam para se mudarem para Jaraguá do Sul (SC). “Veio todo mundo. A casa ficou lá”, lembra ele. A saudade, porém, não é maior que a vontade de crescer profissionalmente. “A empresa oferece muitas oportunidades e isso é muito bom”, conta Mateus que, em menos de dois anos, já subiu na carreira. “Agora sou operador de tingimento. Aprendi a programar todas as máquinas do setor!”.

4. ESTAMPARIA

Tingidos, os tecidos chegam à estamparia para receberem texturas e desenhos.  

Carlos Roberto da Cruz, opera máquina rapport e já faz parte do Grupo Malwee há 29 anos. Ele está entre os responsáveis por fazer as estampas das peças. Com o seu cuidado e olhar atento, as roupas produzidas chegam ainda mais lindas e cheias de estilo nas lojas. Ele se diz satisfeito em saber que todo o trabalho desenvolvido dentro do Grupo Malwee gera uma relação de bem-estar tanto para quem faz, quanto para quem veste.

5. CORTE

Com os tecidos prontos, eles são encaminhados para serem cortados de acordo com a modelagem de cada peça e, em seguida, à equipe de costura, que vai juntar todas as partes, inserir botões, etiquetas e demais detalhes. 

Há quatro anos junto com a gente, Thais Damas atua no setor de corte de nossa produção. Ela e sua equipe são responsáveis por cortar os tecidos e separá-los em peças que, depois, serão enviados às costureiras. Thais é daquelas pessoas que estão sempre dispostas a ajudar e aprender. “Com 16 anos fiz o curso de Técnico em Molde e Costura e estou me formando em Gestão e Marketing. Estou sempre estudando porque sei das oportunidades que posso ter aqui”.

6. COSTURA

Chega a hora de juntar os cortes e dar o acabamento final a cada uma das peças de roupas, transformando-as em produtos finais. 

Rosalia Dahlke é costureira e faz parte da história do Grupo Malwee há 35 anos. Ela acompanhou de perto várias mudanças do mercado da moda e se realiza com a trajetória que construiu. O que ela mais gosta de ver são as peças prontinhas e montadas com muito carinho para cada um dos consumidores. “Fiquei muito orgulhosa quando vi uma blusa que eu costurei, na novela Malhação. A gente fica feliz em ver que as pessoas gostam do que a gente faz, né?”.

7. DOBRAÇÃO

Com as roupas finalizadas, uma equipe é responsável por realizar o controle de qualidade, dobrar e embalar cada uma das peças.

É com atenção e paciência que Bruna realiza cada uma dessas tarefas. Com 20 anos de idade, Bruna mora em Jaraguá do Sul (SC) com os pais e cursa a faculdade de Administração com a ajuda da empresa. “A empresa dá muitas oportunidades para os funcionários e é preciso aproveitar! Procuro fazer tudo com muito carinho”.
 
8. EXPEDIÇÃO

Roupas embaladas são, por último, encaixotadas e, na expedição, faturadas, para serem encaminhadas às lojas. 

Tatiana faz parte dessa última etapa. Trabalhar na Malwee era um sonho para ela. Casada e mãe de duas filhas, ela foi contratada há pouco mais de um ano para atuar no setor de expedição do Grupo. No meio de extensos corredores e cercada por milhões de peças de roupa, ela é ágil na separação dos itens que serão enviados para as lojas em todo o Brasil. “Amo o que eu faço. Sou muito feliz em trabalhar aqui”, comenta Tatiana.  

Agora que você já conhece quem faz suas roupas no Grupo Malwee, leve esta reflexão adiante! 

Clique aqui, faça o download da placa do movimento e poste uma foto sua nas redes sociais dizendo:

“Eu sei quem fez minha roupa. E você?”

Use as hashtags:  #quemfezminhasroupas #grupomalwee #fashionrevolution  

Questione. Descubra. E faça parte dessa revolução com a gente!

Comentários