Dados da ONU Meio Ambiente apontam a indústria da moda como responsável por 20% da poluição industrial da água do planeta. Consciente do seu papel na mudança desse cenário, a Malwee lança peças coloridas com tingimento natural.

São calças, jaquetas e bermudas feitas em tecido sustentável de sarja com algodão, nas cores rosa - extraída da amora - e verde, derivada do extrato de amora branca. O impacto desse tipo de tingimento ao meio ambiente é muito menor já que os corantes naturais utilizam pigmentos produzidos a partir de caules, folhas, sementes e frutos de plantas e são matérias-primas renováveis, biodegradáveis e não tóxicas. São corantes orgânicos, provenientes de plantas cultivadas sem pesticida ou fertilizante tóxico.

O processo começa com a preparação da fibra de algodão para receber o corante, para melhor fixação, e depois o tingimento é realizado à fervura. Além da sarja, é possível realizar a coloração natural em malhas ou tecidos que tenham como base a fibra de algodão. A Malwee já está realizando testes em outros tipos de tecido e a ideia é usar cada vez mais as cores da natureza.

Somos incansáveis na busca por inovações e soluções para diminuir nosso impacto ambiental, principalmente em relação ao uso de água. Esse jeito de pensar mais sustentável já faz parte dos nossos processos e o tingimento natural é uma das alternativas para um futuro menos poluente na nossa indústria”, diz Taíse Beduschi, gerente de sustentabilidade da Malwee.

As calças vêm em modelagem wide leg, combinando com um modelo de jaqueta cropped, peças essenciais para ter no armário inteligente. No masculino, o short em comprimento meia coxa é a aposta.

"A Malwee é referência em moda sustentável no Brasil e esse lançamento consolida o nosso propósito de fazer e pensar moda de uma outra forma. O desafio de transformar elementos da natureza em cores está em sintonia com esse jeito de criar nossos produtos”, conclui Patricia Calixto, Gerente da Marca Malwee.

Comentários