A Malwee é uma das primeiras marcas brasileiras a criar moda com impacto positivo. Foi pioneira no uso de malha PET, algodão desfibrado e em processos de tingimento que economizam até 98% de água. Saiu na frente na assinatura do termo de compromisso da campanha global da ONU pelo clima: Business Ambition for 1.5°C: Our Only Future; e está no topo do ranking do Índice de Transparência da Moda Brasil 2018, uma iniciativa do Fashion Revolution. 

Moda com responsabilidade e impacto positivo
Como resultado de todas as iniciativas, a Malwee lança o selo “Moda do Bem” que passa a sinalizar todas as peças da marca com iniciativas sustentáveis e promover uma moda com responsabilidade e impacto positivo.

A apresentação do selo acontecerá junto com o lançamento da primeira coleção-cápsula “Moda do Bem”, com peças feitas a partir de matérias-primas com menor impacto ambiental. A malha effect, por exemplo, contará com 88% de poliéster reciclado, proveniente de embalagens plásticas. Já a malha flame mouline possui 75% de fibras recicladas de garrafas PET, e sua modelagem foi pensada para gerar menos resíduo, com um aproveitamento de 90,58% de tecido por peça. Outro tecido usado é o Eco Vero, que apresenta redução de até 50% das emissões de carbono e consumo de água. O Jeans DOC utiliza processos industriais com redução de 93% no consumo de água. As etiquetas das peças são de tecido reciclado e as embalagens feitas de plástico 100% reciclado. 

A coleção é composta por 30 peças: no feminino são 4 blusas, 4 camisetas, 4 vestidos, 2 calças pantacourt, 2 shorts e 1 calça jeans; no masculino são 7 camisetas, 3 polos, 2 bermudas e 1 calça jeans. As peças estarão disponíveis nas lojas físicas, multimarcas e e-commerce da Malwee na primeira semana de dezembro.

Comentários