Quem nunca abriu o guarda-roupa, olhou todas as opções de peças e concluiu que não tinha nada interessante para vestir? Calma, não é hora de se desesperar. Respire fundo, porque nesse post vamos ajudar você! 
 
Desde os tempos de escassez durante Segunda Guerra Mundial, mulheres americanas e europeias colocavam em prática o Do It Yourself (DIY), em português “Faça Você Mesmo”, o que nada mais é do que reutilizar peças sem uso para inventar novas abordagens e utilidades. 
 
Naquela época, o governo incentivava o reaproveitamento de roupas, móveis, calçados e qualquer outro item que precisasse ser substituído. Nas décadas de 70 e 80, a prática também foi bastante abraçada pelo movimento punk, que estimulava a criação de roupas próprias, cortes de cabelos e músicas fora do padrão, para fugir das tendências de consumo e dos princípios capitalistas que dominavam o mundo nessa época.
 
Hoje, apesar de as técnicas do DIY serem cada vez mais avançadas nas áreas da moda e do design, todos podem aplicá-las ao seu dia a dia!
 
Para saber como recriar o que você já tem em casa, procure tutoriais na internet e inspire-se com essas ideias:
 

São inúmeras as possibilidades e não existem limites para a criatividade! Você só vai precisar de tesoura, linhas, agulha, alguns retalhos, bordados e caneta (ou tinta) para tecido. Monte seu kit-costura e prepare-se para inventar moda!

Outra dica é aproveitar os momentos mais tranquilos para organizar o guarda-roupa (Para isso, demos dicas práticas aqui) e escolher algumas peças para customizar. Além de dar vida a um look exclusivo, economiza dinheiro e contribui para a redução da quantidade de roupas descartadas.

Gostou? Tem dicas interessantes de DIY? Então compartilha com a gente!

 

Comentários