Este ano, o tema instituído pela ONU para o Dia Mundial do Meio Ambiente é o combate à poluição do ar - uma questão crítica tanto para o meio ambiente quanto para a saúde humana. Segundo a organização, nove em cada dez pessoas em todo o mundo respiram ar poluído e as emissões nocivas são responsáveis por uma em cada nove mortes em nível global e por sete milhões de mortes prematuras por ano. 

A quantidade de poluição que respiramos é fruto, principalmente, das atividades humanas como agropecuária, indústria, transporte e ambiente doméstico. Por isso, cada iniciativa importa na tentativa de reduzir os índices de poluição no ar. 

Como uma das maiores empresas de moda do Brasil, o Grupo Malwee entende sua responsabilidade no setor e, há décadas, investe em iniciativas para reduzir os impactos de sua atividade no meio ambiente. Além dos investimentos já realizados para preservação de água, redução de resíduos gerados e utilização de matérias-primas sustentáveis em suas coleções, a empresa também investe em projetos para reduzir as emissões de CO² no ambiente. 

Energia Renovável

Apesar de o Grupo Malwee não ser um grande consumidor de energia, seu processo têxtil demanda produção de energia térmica para funcionamento de algumas máquinas. Antes, essa energia era gerada pelo uso de caldeiras de Gás Natural (GN) que, além de ser um combustível não-renovável, era a principal fonte de emissão de CO² da companhia. 

Para reverter este cenário e cumprir seu compromisso de reduzir a emissão de CO², em 2017, a empresa adotou a biomassa como matriz energética, substituindo as caldeiras de GN por caldeiras de queima de cavaco de madeira. O cavaco é um combustível renovável, produzido a partir da trituração de resíduos de serrarias, ponteiras de pinus e eucalipto ou manejos de reflorestamentos. Com o investimento, a companhia atingiu 77% de redução das emissões de CO², superando a meta global de 20%, descrita no Plano de Sustentabilidade 2020.

Iluminação Ecoeficiente 

Em 2018, o Grupo Malwee iniciou um projeto de implantação de iluminação LED (Light Emitting Diode) em todas as suas unidades fabris. No total, mais de 30 mil lâmpadas serão substituídas, tanto nas áreas administrativas como na produção e áreas externas. A tecnologia LED é considerada mais eficiente e sustentável que as lâmpadas fluorescentes. Além de não possuírem mercúrio em sua composição, elas permitem uma redução de 63% na emissão de CO². A previsão é de que até julho, todas as unidades estejam operando com iluminação LED.   

Carona Solidária

Outra iniciativa da empresa é incentivar os funcionários a compartilharem seu veículo, de modo a fortalecerem os laços entre si e reduzirem a emissão veicular. Como incentivo, o programa Carona Solidária garante uma vaga de estacionamento em local coberto para os grupos de carona.

Além dessas ações, o Grupo Malwee também mantém o Parque Malwee, referência nacional em preservação ambiental e maior demonstração do compromisso da companhia com o futuro das próximas gerações. Com suas mais de 35 mil árvores e 17 lagoas, o parque ecológico está entre as reservas naturais que contribuem para a purificação do ar e melhora da qualidade de vida da população. Por ano, mais de 1,2 milhão de pessoas visitam o parque.

 

Junto com a gente, reflita sobre o que é possível ser modificado no seu dia a dia para, juntos, podermos #CombaterAPoluiçãoDoAr e fazer a diferença! 

Quer se inspirar e saber por onde começar? Clique aqui.  

Comentários