A forma como vivemos deixa marcas em nosso planeta. O alimento que consumimos, os objetos que compramos e o combustível que utilizamos são alguns dos elementos que afetam o meio ambiente e são levados em conta na hora de calcular nossa pegada ecológica.

A pegada ecológica mede a quantidade de terra e água necessárias para sustentar uma pessoa, cidade ou país. No Brasil, por exemplo, a pegada ecológica atualmente é de 2,9 hectares por habitante - área equivalente a quase três campos de futebol.  

A pegada brasileira está próxima à média mundial, que é de 2,7 hectares globais por habitante. Ou seja, se fizermos uma média global de consumo no planeta, cada ser humano irá precisar de 2,7 hectares de água e terras para manter o atual padrão de uso de recursos naturais. O grande problema é que a biocapacidade disponível para cada indivíduo hoje é de apenas 1,7 hectares.

Para aumentar a conscientização sobre essa questão, foi criado o Overshoot Day, ou Dia de Sobrecarga da Terra, um cálculo que mostra a data em que o planeta atingirá o limite de consumo de recursos renováveis disponíveis para aquele ano. Em 2017, o Overshoot Day acontece no dia 2 de agosto. A partir desse dia, até o fim do ano, estaremos usando mais recursos do que a Terra é capaz de produzir.

O Overshoot Day é calculado pela organização internacional Global Footprint Network (GFN), que tem como objetivo diminuir o impacto do consumo humano sobre o planeta. Para fazer o cálculo, a GFN faz uma estimativa da quantidade total de recursos que a Terra consegue gerar a cada ano e da demanda mundial de recursos - a pegada ecológica global.

Com os dados atualmente disponíveis, a Global Footprint Network é capaz de calcular também o Overshoot Day de décadas anteriores e o calendário não é nada animador. Enquanto atingiremos o esgotamento dos recursos naturais produzidos em 2017 no dia 2 de agosto, em 1971 a humanidade só atingiu o limite para aquele ano no dia 21 de dezembro.

A cada ano nosso débito com o planeta aumenta. Precisamos rever nossas atitudes e adotar hábitos mais sustentáveis se quisermos tirar o planeta do vermelho. Repense as suas práticas e tenha um estilo sustentável você também!

Comentários