É difícil imaginar quanta energia é usada para produzir uma peça de roupa, não é mesmo? Mas se pararmos para pensar, usamos energia desde o plantio do algodão para produzir os tecidos até quando empacotamos cada camiseta, bermuda ou vestido.

Nosso esforço para encontrar fontes renováveis e economizar energia não começou em 2019, mas este ano estamos colhendo frutos de tudo que plantamos lá atrás. E, como cuidar do meio ambiente é um assunto sério para nós, mudar nossa principal fonte de energia era a principal meta do Plano de Sustentabilidade 2020, lançado em 2015.

Por isso, substituímos o uso de gás natural (energia não renovável) por fonte de biomassa (cavaco de madeira) que permitiu que chegássemos a uma redução de 68% na emissão de gases de efeito estufa. E olha que nossa meta era atingir 20% até 2020. A gente não só bateu a meta como superou! 

E vamos mais longe!
Em outubro, assinamos o compromisso Business Ambition 1.5°C da ONU e nos comprometemos a chegar em 2050 com zero emissão de gases de efeito estufa.

Para se ter uma ideia, hoje, 86% da energia consumida em nossas fábricas vêm de fontes renováveis. Em outras empresas ao redor do mundo, a média é de apenas 29%.

Sabe onde mais investimos para cuidar do nosso planeta? 

Este ano, substituímos todas as lâmpadas fluorescentes de nossas fábricas e escritórios por equipamentos com a tecnologia LED, que não possuem mercúrio em sua composição e emitem menos CO² - um dos principais gases responsáveis pelo aquecimento global. 

O Parque Malwee também ganhou iluminação sustentável. Afinal, um parque de preservação natural não poderia ficar de fora. Ao todo, 1.579 lâmpadas fluorescentes foram substituídas em toda área externa. Segundo a Stylux Brasil, empresa responsável pela execução do projeto, o investimento possibilita um ganho de 63% na potência instalada e, por consequência, redução significativa no consumo de energia. 

Nos próximos dias, vamos relembrar outras atitudes positivas que fizemos ao longo do ano. Acreditamos que a mudança começa por nós! Vem com a gente nessa?

Comentários